Carta aberta em defesa da obra “Seja Marginal Seja Herói” (1968), de Hélio Oiticica